WELCOME

DAVID REIS PINTO

Collection

"Iconic Figures"

 Jean-Michel Basquiat

ENG

David Reis Pinto, was born in the south of Portugal, in the city of Faro on December 17th, 1987. At an early age he finds himself removed from his origins and goes to study in Beja, where he finishes basic education at Mario Beirão School and secondary education at Liceu Diogo de Gouveia, Arts, always with a very strong connection to the disciplines of drawing and plastic expression. Painting has always been present in every transition or change in his life, expressing itself with small watercolors, texts or just line compositions with Chinese ink. Expression and balance are important notions to transport from the architecture course to painting, playing with: the full space and empty space, with the contrasts between light and shadow, with colors and how they relate and enhance them, ith the thick line and the thin line, with the point and the plane, and mainly the importance of unity in the compositions that are projected.

PT

David Reis Pinto, nasce em terras do Sul, na cidade de Faro a 17 de Dezembro de 1987. De forma precoce vê-se afastado das suas origens e vai estudar para Beja onde conclui o ensino Básico na escola Mário Beirão e o ensino secundário no Liceu Diogo de Gouveia, sempre com uma ligação muito forte às Disciplinas de desenho e expressão plástica, estudando Artes no secundário. A pintura esteve sempre presente em cada processo de transição ou mudança na sua vida, expressando-se com pequenas aguarelas, textos ou somente composições de linha com tinta da China. A expressão e o equilibrio são premissas importantes; noções que transporta do curso de arquitectura para a pintura, jogando com: o espaço cheio e o espaço vazio, com os contrastes entre a luz e a sombra, com cores e como as relaciona e potencia, com a linha grossa e linha fina, com o ponto e com o plano, e principalmente a importancia de unidade nas composições que se projectam.

Who is/ Quem é 

DAVID REIS PINTO

A expressão e o equilíbrio são premissas importantes; noções que transporta do curso de arquitectura para a pintura, jogando com o espaço cheio e o espaço vazio, com os contrastes entre a luz e a sombra, com cores e como as relaciona e potência, com a linha grossa e linha fina, com o ponto e com o plano... realismo, figurativo ou abstrato a ideia de unidade funciona como que uma âncora, como que uma regra que não pode abandonar de forma a que o processo seja construtivo e não o contrário.

“The Last Dance”


Ao Ritmo do Maestro.


A última dança da Humanidade, 

Durante o confinamento surge esta dança global que nos coloca na posição de todos sermos igualmente protagonistas de uma trama que se divide entre conspiração e terror, no entanto, perante a iminente ameaça e circunstâncias nunca antes imaginadas demonstrámos ser capazes de nos unirmos de forma criativa e adaptado-nos a uma nova realidade todos os dias. É fascinante percebermos esta nossa capacidade de nos adaptarmos ao tudo e ao nada. 

É perante esta ideia de futuro incerto e imprevisível que o melhor do ser humano tem sido revelado.

Aqui, surge a música do maestro Hugo Oliveira, pianista. Irreverente e emocional, a forma como se expressa, como constrói harmonia e possíveis diálogos apesar do CAOS exterior, acabado por me inspirar ao ponto que senti necessidade de desconfinar para criar ao com ritmo, com articulação, vibrante com desejos e inquietudes… uma composição/dança figurativa de acontecimentos mascarados pela ironia, pela hipocrisia e cúmplices de tudo independentemente da escala… é essa a nossa realidade actual. 


A última dança, nasce assim com o suficiente para levantar apenas uma questão: se esta for última dança da Humanidade, devemos aproveitar o momento para finalmente nos despirmos dos preconceitos e das máscaras que nos acompanham no dia a dia?, o sistema aguentaria tal confronto?, a honestidade apresenta-se então como uma porta para a libertação?, liberdade dos convecionalismos e se será este o momento ideal para se ascender a esse lugar? Elevação do ser humano, tal como o maestro quando toca, capaz de se expressar em plena harmonia?…


“US” uma última dança com ou sem máscaras?  

INSTAGRAM

COLLECTION

"Shadows"

The last dance

Copyright @ 2020 David Reis Pinto

This website uses cookies. By clicking 'Accept' you agree to our use of cookies.

Accept